image_pdfimage_print

O Dia do Administrador é comemorado especificamente no dia nove de setembro por ser a data de assinatura da Lei nº 4.769/1965, que criou e regulamentou a profissão de administrador. Em comemoração a seu dia, podemos refletir sobre seu papel na sociedade e como ele pode ser um fio condutor para que o País tome rumos mais adequados.

Em sua formação, recebe conhecimentos de diversas áreas necessárias a um empreendimento, desde uma empresa familiar até um grande conglomerado multinacional. É capacitado para fazer as perguntas certas aos especialistas e ter uma posição estratégica que permita unir todos os pontos de uma forma organizada, lógica e, o mais importante, proativa, o que agrega valores aos acionistas, aos funcionários e, principalmente, aos clientes.

É uma função em evidência. Se a gestão do negócio for ruim, não adianta ter um produto ou serviço maravilhoso, um mercado ótimo e boa aceitação do cliente, pois o empreendimento estará com os dias contados. A boa gestão é primordial para qualquer tipo de negócio, independentemente de época ou cenário econômico.

O profissional de administração evoluiu muito nos últimos anos e está mais preparado para enfrentar qualquer tipo de crise, já que são muitas as alterações que devem impactar a maneira como as empresas serão geridas num futuro próximo. Os avanços tecnológicos e a chegada de uma nova geração ao mercado de trabalho fizeram com o que os administradores passassem a desenvolver determinadas competências, sendo estas as mais relevantes: liderança, empreendedorismo, comunicação, diálogo com os mercados físicos e virtuais, capacidade analítica, capacidade de observar a organização como um todo, versatilidade para encarar diversos tipos de problema que as empresas encontrarão.

Portanto, são profissionais cada vez mais indispensáveis em diferentes tipos de negócio. Desse modo, ter capacidade analítica de trabalhar com cenários de mudanças rápidas e com hipóteses, ter intuição e saber se relacionar com pessoas são requisitos imprescindíveis para uma boa atuação deles.

Assim, diante das dificuldades, o administrador deverá adquirir competências que sejam melhores para as empresas, para o ambiente em que atua e para a sociedade. A gestão de pessoas pode ser uma fonte de problemas para as empresas se o administrador não souber trabalhar em equipe e motivar equipes formadas por colaboradores das novas gerações.

Ademais, a tecnologia requer um esforço maior por parte dos administradores, uma vez que trouxe novas formas de organização e de trabalho. Em virtude dessa realidade, esses profissionais devem estar preparados para o tele trabalho e para a flexibilização da estrutura da empresa compreendendo que resistências precisam ser quebradas, pois não é fácil implantar o tele trabalho nem mudar uma organização totalmente hierarquizada para um estilo em rede, flexível.

Mesmo com tantas exigências e mudanças, a profissão do administrador deve ter um futuro fértil e promissor nos próximos anos. As atividades de gestão exercidas pelos administradores são fundamentais para a condução de negócios saudáveis e sustentáveis em longo prazo, visto que uma boa gestão é essencial para podermos transformar recursos em riquezas e focar uma qualidade de vida melhor para todos.