image_pdfimage_print

Publicado no Jornal de Piracicaba em 19/06/2020

A disputa pela atenção do consumidor no decorrer dessa pandemia está cada dia mais acirrada. Foi-se o tempo em que o preço ditava regras. Hoje é necessário buscar estratégias para atrair o público, criar laços e desenvolver um relacionamento duradouro com um consumidor que vem apresentando comportamentos diferentes em virtude da Covid-19.

Nesse momento em que vivenciamos a reabertura gradual do comércio, é necessário planejamento, entender que iremos encontrar um novo cenário, um novo normal e um novo varejo. A certeza que podemos ter atualmente é a de que o epicentro do varejo continua sendo o cliente. O que estamos aprendendo com essa crise é pensar fora da caixa e ter capacidade de adaptação.

Os consumidores estão se sentindo muito vulneráveis, com medo de contato e de contágio, por isso preferem ambientes de loja acolhedores e seguros, e também com dificuldades financeiras, motivo pelo qual optam por um consumo mais consciente. Ademais, estão mais conectados, informados, exigentes e engajados, o que nos leva a refletir que não haverá varejo sem tecnologia. O que antes era um complemento, agora será fundamental para o desenvolvimento e a sobrevivência dos negócios, bem como para a relação entre as pessoas.

Encontramos um consumidor que busca não somente preço nos produtos e serviços, como no passado, porém mais qualidade e mais valor. Não confunda preço com valor, o primeiro é o quanto você cobra pelo produto, já o segundo é o que leva o cliente a escolher você, e não seu concorrente. Para se reinventar, o varejo deve criar experiências inovadoras adotando o visual merchandising, a arquitetura da loja (um ambiente comercial atrativo) e o aumento na oferta de serviços, e isso não é uma equação simples. O visual merchandising é uma estratégia baseada na comunicação entre uma marca e o cliente.

A prática contempla formas de expor um produto que constroem a imagem da empresa. Os elementos decorativos dispostos numa vitrine, os manequins e as estruturas de exposição dos produtos, o som, entre outros, influenciam o processo de venda. Dessa forma, o visual merchandising, além de fomentar o posicionamento estratégico de um negócio, fortalece a marca e atrai clientes.

Procure se comunicar com seu público por meio da vitrine, que é um elo de comunicação entre o produto exposto e o público-alvo. Com seu espaço de exposição, é o primeiro elemento que cativa possíveis clientes. Contudo, a sedução do público não pode ser interrompida no momento em que ele entra no estabelecimento e tem receio do contato e do contágio.

Assim, é importante passar segurança para o cliente demonstrando que você tem o cuidado de higienizar o espaço físico, as vitrines e os produtos. Oriente sua equipe para despertar os sentidos e as emoções boas nos consumidores, o que lhes propiciará calma e conforto. As pessoas buscam liberdade, ainda mais depois de tanto tempo de confinamento.

Desse modo, traga a sensação de tê-la para dentro de sua loja, verifique como está o ambiente dela. O visual merchandising é fundamental para deixar o produto atrativo, portanto o exponha com objetivo de facilitar a decisão de compra, por exemplo, em uma mesma “arara” exiba calças, blusas e acessórios que se coordenem e entreguem um look pronto para o consumidor.

É preciso que haja comunicação entre os espaços. Nesse primeiro momento, não coloque em sua loja muita informação de promoção, prêmios ou brindes, procure concentrar-se em oferecer atendimento pautado em conforto e segurança ao consumidor, e não o atrair com promoções. Empenhe-se em estabelecer uma comunicação transparente com as informações que passar e não ouse inventar ações que não estão sendo feitas.

Não vai conseguir se reerguer o lojista que não souber pôr em prática a empatia, motivo pelo qual você deve se colocar no lugar do cliente e entender suas necessidades, a fim de atendê-lo da forma que ele deseje. Utilize o visual merchandising para criar campanhas mais empáticas e, assim, assegurar melhores conexões entre a marca e o consumidor.